É gripe ou pneumonia?

Apesar de apresentarem sintomas semelhantes, a pneumonia é mais grave e exige cuidados especiais. Saiba como diferenciar essas doenças

 

Texto Marisa Sei

 

Febre, tosse, mal-estar geral: esses podem ser sintomas tanto de uma gripe quanto de uma pneumonia. Porém, enquanto na maioria das vezes a gripe exige apenas repouso e cuidados básicos, a pneumonia, se não for tratada, pode trazer graves problemas e até ser fatal.

 

“É importante entender que são doenças distintas. A gripe é causada por um grupo de vírus chamados de influenza, e eventualmente pode surgir um subtipo mais agressivo, como foi o caso da pandemia de H1N1 em 2009. Já a pneumonia é causada geralmente por bactérias, sendo a mais comum a pneumococo”, explica o clínico geral Lucas Zambon.

 

Algumas diferenças

Caracterizada pela inflamação nos pulmões, a pneumonia apresenta algumas características diferentes da gripe. “Cansaço, falta de ar e tosse com catarro escuro, amarelado ou esverdeado, são alguns sintomas marcantes da pneumonia. Além disso, a febre tende a persistir mais tempo, enquanto na gripe a febre dificilmente dura mais de três dias”, revela Zambon.

 

Contudo, mesmo com esses sinais, em alguns casos não é fácil diferenciar uma doença da outra. Por isso, o recomendado é levar a criança para um atendimento médico em casos de febre que dure mais de três dias ou de cansaço, queda do apetite e tosse.

 

Previna as duas!

Uma gripe mal cuidada também pode acabar inflamando os pulmões. “O vírus da gripe normalmente se manifesta em áreas localizadas na face e, algumas vezes, pode descer para o interior dos pulmões, especialmente em algumas situações que há o comprometimento da imunidade do paciente. Por isso, é fundamental a prevenção da gripe para reduzir o número de mortes por pneumonia”, alerta o pneumologista Mauro Gomes.

 

Alimentação balanceada, ingestão adequada de líquidos, sempre lavar bem as mãos e evitar aglomerações e lugares mal ventilados, principalmente nos dias frios, são medidas que ajudam na prevenção da gripe e da pneumonia.

Também já existem vacinas que ajudam a prevenir contra diversas bactérias causadoras da pneumonia. Nos postos de saúde, a vacinação é aplicada gratuitamente em crianças até dois anos. A vacina contra o vírus da gripe também é oferecida gratuitamente até antes dos cinco anos, e anualmente em campanhas de vacinação.

 

Tratamento específico

Quando a gripe chega, o médico pode indicar medicamentos que controlem os sintomas, como antitérmicos, para controlar a febre e xarope contra tosse. Porém, não há remédios para combater o vírus da doença – é o corpo quem se encarrega de expulsá-lo. “Repouso, muita hidratação e cuidado com a alimentação são fundamentais para a recuperação”, destaca Zambon.De nada adianta, portanto, usar um antibiótico (que combate bactérias) no caso de gripes, por exemplo.

 

Quando a doença é a pneumonia, o uso de antibióticoscostuma ser necessário, já que na maioria dos casos a bactéria é a causadora. “Em casos graves, precisam ser administrados com a criança internada, pois são aplicados pelas veias. Geralmente, os antibióticos são usados por uma a duas semanas”, diz o clínico geral. Qualquer medicamento só deve ser usado com recomendação médica.

 

Precisa tratar!
Diferentemente da gripe, não bastam apenas repouso e boa alimentação e hidratação para se curar de uma pneumonia. Casos graves da doença podem ocasionar quadros de insuficiência respiratória, que fazem o paciente ter necessidade de aparelhos para auxiliar na respiração.

 

“Além disso, pode haver infecção generalizada e alguns casos mais graves podem ser fatais. Em alguns casos não tratados, podem-se gerar cicatrizes intensas no pulmão e, a longo prazo, a criança pode desenvolver crises de chiado ou repetidos quadros de infecção pulmonar que são graves e limitantes”, alerta Zambon. Portanto, mantenha a carteirinha de vacinação dos pequenos em dia e, ao aparecer qualquer sintoma, consulte um médico!

 

Cuidados dobrados no inverno

É comum que, em dias frios, cresça o número de casos de gripes e outros problemas respiratórios, como rinites e sinusites. Na verdade, não é a baixa temperatura a causadora desse aumento nos problemas, e sim o tempo seco, que deixa as mucosas do sistema respiratório mais vulneráveis à entrada de micro-organismos.

 

“No frio, as pessoas também se aglomeram em ambientes menos ventilados, o que favorece a proliferação e a penetração dos vírus na mucosa respiratória”, complementa o pneumologista. Além de agasalhar bem a criançada, a recomendação é deixar ar fresco entrar em casa ebeber bastante água para hidratar a mucosa.

 

Gripe

 

Agente causador: Vírus Influenza

 

Sintomas: Febre acima de 38°C, tosse, catarro, dores pelo corpo e mal-estar generalizado. Geralmente aparecem todos de uma vez e duram cerca de uma semana

 

Tratamento: Repouso, hidratação, alimentação leve e nutritiva e, se o médico recomendar, medicamentos para aliviar os sintomas

 

Prevenção: Vacinação, higiene adequada, evitar aglomerações, deixar a casa sempre bem ventilada

 

Pneumonia

 

Agente causador: Bactérias, principalmente da espécie Pneumococo; vírus e fungos

 

Sintomas: Febre acima de 38ºC, tosse, catarro amarelado ou esverdeado, mal-estar generalizado, dor no tórax, cansaço, alterações na pressão arterial. Podem durar duas semanas ou mais

 

Tratamento: Uso de antibióticos quando o agente causador é uma bactéria; medicamentos para aliviar os sintomas, repouso, hidratação e alimentação leve e nutritiva

 

Prevenção: Vacinação, higiene adequada, evitar aglomerações, deixar a casa sempre bem ventilada; tratar a gripe

 

Mantenha a carteirinha de vacinação da criança em dia e ofereça, sempre, bastante água e alimentos saudáveis para prevenir gripes e pneumonias

 

 

Nossas fontes:

Lucas Zambon é clínicogeral e supervisor do Pronto Socorro do Hospital das Clínicas de São Paulo

Mauro Gomes é pneumologista e diretor da Comissão de Infecções da Sociedade Paulista de Pneumologia e Tisiologia (SPPT)

Please reload

Please reload

+ NOTÍCIAS

Criança que passa pouco tempo ao ar livre tem mais chance de desenvolver miopia

1/10
Please reload

Siga
  • Grey Facebook Icon
  • Grey YouTube Icon
  • Grey Instagram Icon
  • Grey Twitter Icon
  • Grey Pinterest Icon
RSS Feed

Fale conosco

Whats: 15 99129-4846 | 11 3368-7702

Email: redacao@namochila.com

A revista das escolas particulares de Sorocaba e região
A revista das escolas particulares de Sorocaba e região

Certificado

SELO SOCIAL 2014 / 2015