Uso da chupeta merece atenção


chupeta.jpg

Recorrer ou não à chupeta é uma dúvida comum entre os pais. Embora seja um recurso eficaz para acalmar e induzir o sono do bebê, em longo prazo o hábito pode prejudicar formação da musculatura oral e até deformar a arcada dentária.

Ao chupar a chupeta o bebê supre suas necessidades de sucção de forma indevida. A sucção correta ocorre durante a amamentação, momento em que além de se alimentar, o recém-nascido estimula músculos faciais responsáveis pela fala, mastigação e respiração do bebê.

“O uso da chupeta não traz benefícios para a saúde do recém-nascido. No entanto, caso os pais optem pelo recurso a recomendação é usá-la de forma restrita desde o início, de preferência apenas na hora de dormir”, explica Flavia Ribeiro, fonoaudióloga do Hospital e Maternidade São Luiz Itaim.

Outra forma de limitar o uso é evitar que a criança encontre uma chupeta em cada cômodo da casa. “Quanto maior a oferta, mais difícil será a perda do hábito. Por isso recomendamos ter apernas uma ou duas chupetas”, diz a fonoaudióloga.

Fonte: Assessoria de imprensa do Blog do São Luiz com a Saúde.

#notícias #chupeta #saúde

+ NOTÍCIAS