Gravidez: fisioterapia traz benefícios para mamãe e bebê

 

Exercícios pré e pós parto aliviam mal estar e promovem a saúde da gestante

 

A reta final da gravidez pode provocar inchaço, dores na lombar e certo desconforto físico para as gestantes em função mudanças físicas e hormonais que marcam o período. Muitas vezes, as dores podem aparecer desde o inicio da gestação devido a alterações posturais anteriores à gestação. O que nem todas as mamães sabem é que a fisioterapia durante a gravidez e após o parto pode aliviar esses sintomas, promovendo bem estar tanto para a mãe quanto para o bebê. 

 

De acordo com a fisioterapeuta Ana Paula Dellalibera Vaz, existem hoje exercícios específicos para gestantes que previnem, tratam e reabilitam possíveis disfunções, dores e lesões. “Os exercícios com a musculatura do períneo preparam o corpo da mãe para o parto e previnem problemas como a incontinência urinária de esforço, por exemplo, que podem ocorrer devido ao aumento da pressão sobre o assoalho pélvico pelo crescimento do bebê. Outros exercícios específicos ajudam na prevenção da diabetes e hipertensão gestacional”, afirma a fisioterapeuta.

 

Dentre as atividades, os mais frequentes são alongamentos, fortalecimento, exercícios aeróbicos e consciência corporal, que proporcionam a correção da postura e melhoram a circulação sanguínea. “Esses exercícios vão aliviar a gestante em momentos de câimbras, inchaço, falta de ar e dores que ela possa ter ao longo da gravidez. Alguns movimentos, que são aprendidos com ajuda de um profissional, podem ser repetidos em casa, em momentos de desconforto”, orienta.

 

A fisioterapia também pode auxiliar nos momentos de dores agudas na coluna, muito frequentes na gestação, através da terapia manual (técnicas de massagens) e termoterapia (calor e frio superficial) uma vez que, a gestante não pode recorrer a medicamentos para dor e anti-inflamatórios com frequência. “A Drenagem Linfática também é uma técnica de massagem muito importante para a gestante, pois ajuda a prevenir e tratar os inchaços, controlar a retenção de líquidos e promover bem estar geral”, orienta Ana Paula.

 

No pós-parto, o indicado é fazer drenagem linfática, exercícios perineais, conscientização postural e alongamento. “Essas atividades, além de aumentarem a autoestima da mãe, diminuem o risco de depressão pós-parto e fortalecem a musculatura, já que os cuidados com o bebê também exigem disposição extra da mãe”.

 

Vale ressaltar que antes de iniciar a prática dos exercícios a gestante preciso consultar o obstetra que acompanha a gravidez. “Cada mulher é única, portanto, recebe uma série de exercícios específicos, com diferentes intensidades e frequências, respeitando o desempenho físico e o tempo de gestação”, finaliza Ana Paula.

 

 

Fonte: Assessoria de imprensa da Life Clínica.

Please reload

Please reload

+ NOTÍCIAS

Criança que passa pouco tempo ao ar livre tem mais chance de desenvolver miopia

1/10
Please reload

Siga
  • Grey Facebook Icon
  • Grey YouTube Icon
  • Grey Instagram Icon
  • Grey Twitter Icon
  • Grey Pinterest Icon
RSS Feed

Fale conosco

Whats: 15 99129-4846 | 11 3368-7702

Email: redacao@namochila.com

A revista das escolas particulares de Sorocaba e região
A revista das escolas particulares de Sorocaba e região

Certificado

SELO SOCIAL 2014 / 2015