Seis em cada dez mães cede à vontade dos filhos na hora das compras


Um estudo do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) e da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) avaliou a reação de mães com filhos entre dois e 18 anos na aquisição de produtos supérfluos como brinquedos, roupas e doces.

Segundo a pesquisa, 64,4% das entrevistadas não resistem aos apelos dos filhos, o que acaba sobrepondo as condições financeiras. Além disso, 59,6% delas compram produtos não necessários para os filhos sem que eles peçam, apenas pelo prazer de vê-los usarem coisas que gostam.

De acordo com a economista-chefe do SPC Brasil, Marcela Kawauti, o estímulo ao consumismo geralmente começa dentro de casa, quando os adultos dão exemplos ruins às crianças. O estudo mostra que 36,7% das mães já ficaram em algum momento endividadas em decorrência das compras que fizeram para os filhos.

Texto Marisa Sei

#notícias #compras #consumismo

+ NOTÍCIAS