Hormônios da gravidez potencializam riscos do H1N1


O número de anticorpos aumenta durante a gestação por causa das alterações hormonais.

Contudo, um estudo realizado por cientistas da Índia, Estados Unidos e Brasil e publicado no periódico International Journal of Health & Allied Sciences encontrou um número ainda maior de anticorpos em grávidas infectadas pelo vírus H1N1, responsável pela gripe A.

Esse aumento desregula o sistema imunológico, elevando a quantidade de células responsáveis pelo processo alérgico e reduzindo as células que defendem o organismo (elas precisam estar em números parecidos).

Segundo os pesquisadores, o resultado indica que a gravidez pode agravar a ação do vírus e suas complicações respiratórias.

As grávidas integram o grupo de risco do vírus H1N1 e, por isso, têm prioridade nas campanhas de vacinação da rede pública.

Para evitar o contágio, é importante manter as mãos sempre bem lavadas, evitar locais fechados e com concentração de pessoas.

Por Marisa Sei

#curtinhas #h1n1 #gestação

+ NOTÍCIAS