Tratamento de canal em crianças é comum

 

Falta de higiene bucal e má alimentação são algumas das causas das cáries, que podem aparecer principalmente na infância. Elas podem destruir o esmalte e a dentina, atingindo a polpa do dente e inflamando-a. Nesses casos, pode ser necessário o tratamento de canal, ou tratamento endodôntico, que consiste na retirada do nervo (polpa), limpeza e irrigação do canal, e obturação do espaço com a preservação da função e estética. Apesar de ainda causar medo em muita gente, esse tratamento atualmente é simples e é realizado em uma ou duas sessões. “Com exceção de casos mais graves, como em processos infecciosos, lesões ou quando pode ter havido fratura de raiz, por exemplo, o tratamento de canal pode levar de uma a três consultas e deve ser realizado inclusive nos dentes de leite. Isso porque a troca dos dentes de leite pelos permanentes costuma ocorrer entre seis e doze anos e não se deve correr o risco de extrair o dente com a polpa afetada sem perspectiva de que seu substituto vá nascer logo”, explica a odontopediatra Helenice Biancalana. Para evitar problemas no futuro, é necessário manter o dente de leite da melhor forma possível, assim, fique de olho nas dicas:

 

- Os adultos devem prestar atenção às queixas das crianças em relação à dor de dente forte ou ao “choque” quando há contato com bebidas e comidas muito quentes ou geladas.

 

- Consulte um dentista caso o dente da criança mudar de coloração, ou quando a gengiva em torno de um dente estiver avermelhada e sensível por vários dias, atrapalhando a mastigação.

 

- Realize todos os exames pedidos pelo profissional. “Como esses sintomas indicam apenas uma suposição ou um sinal, a radiografia é que vai conduzir o especialista ao tratamento adequado”, destaca.

 

- Certos alimentos deixam resíduos nos dentes por mais tempo e, por isso, aumentam o risco de desenvolver cáries. É o caso de refrigerantes e alimentos com açúcar (bolos, biscoitos, sorvetes, etc.): o ideal é evitá-los ou reduzir o consumo. 

 

Evitar a perda do dente é importante para que não haja complicações como alteração da fala, comprometimento da mastigação e pressão extra no tecido onde o dente foi extraído. A terapia consiste em tratar a inflamação ou a infecção que atinge a polpa no interior da raiz do dente, além do entorno. Apesar de simples, o tratamento de canal deve ser bem feito por um profissional capacitado, pois pode apresentar alguns riscos. “Caso o tratamento seja malsucedido, o paciente começa a desenvolver sintomas como febre, mal-estar, formação de abscessos e, inclusive, o dente volta a doer. Recorrer ao cirurgião-dentista e reportar os sintomas é um primeiro passo antes do retratamento do canal”, recomenda Helenice.

 

Por Marisa Sei

 

 

Please reload

Please reload

+ NOTÍCIAS

Criança que passa pouco tempo ao ar livre tem mais chance de desenvolver miopia

1/10
Please reload

Siga
  • Grey Facebook Icon
  • Grey YouTube Icon
  • Grey Instagram Icon
  • Grey Twitter Icon
  • Grey Pinterest Icon
RSS Feed

Fale conosco

Whats: 15 99129-4846 | 11 3368-7702

Email: redacao@namochila.com

A revista das escolas particulares de Sorocaba e região
A revista das escolas particulares de Sorocaba e região

Certificado

SELO SOCIAL 2014 / 2015