Ministério da Saúde recomenda que mãe e bebê fiquem juntos no pós-parto


Foto: Canstockphoto

Uma portaria publicada no último dia 24 de outubro pelo Ministério da Saúde recomenda uma atenção mais humanizada à mãe e ao bebê após o parto e até a alta médica, e que estes permaneçam em um alojamento conjunto, desde que não seja necessário um atendimento específico.

A medida, que foi baseada em recomendações da Organização Mundial da Saúde, tem como objetivo garantir a atenção integral à mãe e ao bebê, importante para a formação do vínculo afetivo entre a família – incluindo o pai –, para o início da amamentação logo na primeira hora após o nascimento, além de garantir menor risco de infecção.

A recomendação foi comemorada por vários especialistas que defendem a humanização do parto e do atendimento à puérpera e ao recém-nascido. Na página do Facebook da Rede Nacional Primeira Infância, o pediatra Marcus Renato de Carvalho, do portal Aleitamento Promoção Proteção Apoio, destacou: "Essa portaria é um avanço e atualiza a linha de cuidado de humanização do parto e nascimento que vem se fortalecendo nos últimos anos no SUS. Particularmente promovendo que as maternidades e casas de parto sejam credenciadas como 'Hospitais Amigos da Criança', cumprindo os 10 passos para o sucesso do aleitamento materno”.

#primeirainfância #notícias

+ NOTÍCIAS