A leitura e seus recursos nas diversas fases da criança

 

Os benefícios da leitura para os pequenos são inúmeros, principalmente se for acompanhada pelos pais desde cedo. Mas o que ler para eles? Veja quais são os tipos de leitura mais adequados para cada fase da criança:

 

  • Até a idade de um ano leia as canções de ninar, os livros de pano e de plástico, daqueles que se pode levar ao banho. Explore as imagens, sem se limitar ao texto escrito, use sua imaginação.

 

  • Conforme vão crescendo e expandindo os níveis de cognição, avance para poemas e histórias com rimas, que possam ser decoradas. Histórias curtas de um a cinco minutos de duração. A musicalidade é uma grande aliada. Abuse desse recurso!

 

  • Até os três anos de idade, mantenha temáticas concretas, com animais e universos que façam parte do cotidiano da criança, como festas de aniversário, um dia no parque, etc. Um grande sucesso também são as histórias de repetição, aquelas que trazem uma frase que se repete em todas as páginas do livro.  

 

  • Lembre-se: crianças gostam de saber o que vai acontecer, surpresas nem sempre são bem-vindas, por isso a previsibilidade e a vontade de ouvir de novo são muito importantes para elas. Então, não se canse de contar a mesma história várias vezes.

 

  • A partir dos quatros anos, o universo mágico e fantástico já começa a encantar, as rimas continuam a colaborar com o desenvolvimento da consciência fonológica da criança e os livros podem ser lidos além das palavras, com imagens que estimulem a imaginação e a vontade de incrementar os contos.

 

  • Faça perguntas durante a leitura, interaja e confira o quanto da história foi apreendida. Não é uma avaliação, mas a garantia de que a atenção e a compreensão estão ativas e, além disso, é uma grande oportunidade de ampliação de vocabulário. Quando estiver explorando as imagens, faça perguntas como: "O que será que tem nessa caixa?", "O que esse cachorro vai fazer?" ou, "Qual som o gato faz?". Práticas como essa ampliam o alcance dos livros e colaboram para desenvolvimento das habilidades de leitura como antecipar o que vai acontecer, fazer inferências das informações não explícitas no texto, ou ainda recapitular o que foi lido. As perguntas podem ser feitas antes, durante e depois da história.

 

  • Separe as leituras por gêneros, entre ficção realista, não-ficção, fantasia, poemas e rimas, contos de fadas, e crie desafios para categorizar os livros a cada nova leitura. Quando a criança identifica o gênero de uma leitura, ela primeiro precisa resumir a história em sua cabeça, uma estratégia importante no desenvolvimento das habilidades leitoras, além de trabalhar a memória.

 

  • Crie momentos de leitura independentes em família. Cada um escolhe o que quer ler e o fazem juntos. O modelo que damos às crianças torna mais coerente a nossa vontade de que sejam bons leitores.

 

  • Mesmo com leitores um pouco mais fluentes, o hábito de ler para os filhos em voz alta deve permanecer. A observação dos leitores experientes continuará a beneficiar os leitores aprendizes. Ouvir narrativas é uma das ações protagonistas do universo do leitor e é fundamental que continue a ser um momento afetivo em família. Isso também fortalece o vínculo e laços.


    Fonte: Stéphanie Habrich, Diretora Executiva do Joca, primeiro e único jornal impresso para crianças no Brasil.

 

 

Please reload

Please reload

+ NOTÍCIAS

Criança que passa pouco tempo ao ar livre tem mais chance de desenvolver miopia

1/10
Please reload

Siga
  • Grey Facebook Icon
  • Grey YouTube Icon
  • Grey Instagram Icon
  • Grey Twitter Icon
  • Grey Pinterest Icon
RSS Feed

Fale conosco

Whats: 15 99129-4846 | 11 3368-7702

Email: redacao@namochila.com

A revista das escolas particulares de Sorocaba e região
A revista das escolas particulares de Sorocaba e região

Certificado

SELO SOCIAL 2014 / 2015