Uso excessivo de computador pode causar queda no rendimento escolar


Foto: Freepik

Muitos pais, hoje em dia, reclamam do tempo excessivo que seus filhos passam diante do computador, do videogame e do telefone celular. O problema é que esse excesso de foco na visão de perto pode provocar embaçamento, contrações involuntárias do músculo ocular, dor nos olhos, dor de cabeça constante, dor nos ombros e no pulso, entre outros sintomas – atrapalhando o rendimento escolar.

Chamada de ‘Síndrome da visão do computador’, costuma acometer entre 50% e 90% das pessoas que passam muito tempo conectadas – incluindo crianças. Por isso, é preciso estar atento aos sinais que os olhos dão e fazer o possível para atenuar o problema.

“A ‘Síndrome da visão do computador’ é semelhante a qualquer outra lesão por estresse repetitivo. Isso acontece quando a pessoa repete os mesmos movimentos, sempre mais e mais. Sendo assim, se o paciente prosseguir com o mesmo padrão de comportamento, seu quadro irá se agravar, até chegar um momento em que não se consegue continuar sem tratar o problema”, diz o cirurgião-oftalmologista Renato Neves.

É preciso cuidado

Neves explica que, diante do computador ou do celular, os olhos são constantemente forçados a focar textos e imagens, se mover para frente e para trás ao conferir papéis e voltar a ler o que está na tela, alinhar o que está sendo objeto da sua atenção. Enfim, os olhos têm de acomodar imagens diversas vezes para que o cérebro possa interpretar corretamente a informação.

“Essa repetição contumaz invariavelmente acaba provocando sintomas desagradáveis, aumentando a queixa do paciente. E tudo começa com um déficit na hidratação ocular. Enquanto normalmente piscamos 30 vezes por minuto, essa frequência pode cair para nove vezes por minuto ao usar o computador por muitas horas e muitos dias seguidos, fazendo disso uma rotina”, explica Neves.

Dificuldades

O especialista ressalta que pacientes com histórico de doenças oculares vão ser ainda mais afetados por esta síndrome. “Quem tem astigmatismo ou dificuldade para enxergar de perto é mais vulnerável ao problema, principalmente se não costuma consultar um oftalmologista regularmente para atualizar o grau dos óculos ou lentes de contato. Também quem passou dos 40 tem mais chances de apresentar essas queixas, até porque, com o tempo, as lentes naturais dos olhos se tornam menos flexíveis, prejudicando o ajuste de foco para perto e para longe. É a presbiopia”.

Diante dessa realidade, Renato Neves apresenta sete dicas para evitar a ‘Síndrome da visão do computador’:

1- Pisque com mais frequência para hidratar a visão.
2- Controle a iluminação, reduzindo a luminosidade do ambiente.
3- Reduza o brilho da tela do computador.
4- Se possível, atualize computador e celular. Os novos monitores cansam menos a visão.
5- Pare o que está fazendo de duas em duas horas.
6- Proteja-se da luz violeta dos leds.
7- Vá ao oftalmologista uma vez ao ano.

Por Hugo Shigematsu

Fonte: Renato Neves, cirurgião-oftalmologista e diretor-presidente do Eye Care Hospital de Olhos, em São Paulo.

Este conteúdo é publicado na revista NA MOCHILA e compartilhado pelo Programa Escolas do Bem, do Instituto Noa.

#computador #escola #rendimento #notícias

+ NOTÍCIAS